RAPP 2021 poderá ser entregue no final do mês de junho

RAPP 2021

Assim como no ano anterior, o RAPP 2021 – Relatório Anual de Atividades Potencialmente Poluidoras – poderá ser entregue no final de junho. A elaboração do documento é obrigatória para algumas empresas e, por esse motivo, se atentar aos detalhes e aos prazos é essencial, evitando multas e danos à imagem da corporação.

Leia também: O que é o Relatório de Atividades Potencialmente Poluidoras e Utilizadoras de Recursos Ambientais (RAPP)?

Em linhas gerais, essa documentação diz respeito aos processos que envolvem o meio ambiente e atividades que são realizadas dentro da empresa. A coleta dessas informações, por sua vez, tem como objetivo colaborar para as ações de controle e fiscalização ambientais. Para entregá-lo, basta acessar a página do IBAMA na internet.

Entrega do RAPP 2021 e a pandemia de Covid-19

RAPP 2021

Regulamentado em 2014 pelo IBAMA, o Relatório Anual de Atividades Potencialmente Poluidoras é entregue uma vez ao ano, fazendo cumprir a responsabilidade das empresas com a natureza. Contudo, devido à pandemia, houve um adiamento para apresentar o documento, haja vista a permanência da calamidade pública.

Desta forma, as corporações a que se destinam essa obrigação têm até o dia 29 de junho para a elaboração do relatório.

Leia também: Saiba como o tratamento de resíduos concebe crédito de Cofins

A Inovar Ambiental

A Inovar Ambiental acredita que o correto gerenciamento de resíduos não deve levar em conta apenas os acidentes decorrentes dos efeitos imediatos. Riscos com efeitos de longo prazo também devem ser igualmente considerados nesse trabalho, assim como uma coleta periódica e a observância do grau de toxicidade de cada tipo de substância.

Localizada na cidade de Santa Luzia em Minas Gerais, a Inovar Ambiental tem a sustentabilidade como seu norte. Destinar um resíduo de forma correta é, acima de tudo, um ato de amor ao meio ambiente, à saúde pública e às próximas gerações. Confira mais sobre a Inovar Ambiental visitando nosso  siteFacebook e Instagram.

Comentários