Quais órgãos nacionais fiscalizam o descarte de resíduo radioativo?

resíduo radioativo

Quando se ouve falar em acidentes nucleares é praticamente impossível não se lembrar dos famosos casos de Chernobyl, que aconteceu em 1986 na Ucrânia e o acidente com o césio-137, em 1987, na cidade de Goiânia – GO. E não é à toa que a memória fica marcada por esses acidentes, já que materiais radioativos têm potencial catastrófico para as pessoas e para os meios que entram em contato com eles, de maneira incorreta. Com potencial de contaminar áreas por mais de 100 mil anos, a radioatividade pode causar queimaduras, câncer, além de má formação de bebês e até mesmo a morte.

Leia também: Quais materiais são classificados como resíduos perigosos e por quê?

Diante desse nível de urgência existem diversos órgãos públicos brasileiros que fiscalizam como esses resíduos são gerenciados. No caso dos resíduos radioativos hospitalares são a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, mais conhecida como Anvisa, e a Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN).

Enquanto a primeira tem como objetivo fazer uma ação preventiva contra acidentes, a CNEN tem um papel mais árduo, na medida em que fiscaliza os rejeito radioativos, como instrumentos de exames médicos, como as máquinas de raio X. 

Resíduo radioativo de empresas, laboratórios e mais

resíduo radioativo

A CNEN também assume o papel de possuir orientações específicas voltadas para a destinação final de rejeitos radioativos provenientes de empresas, usinas nucleares, laboratórios de pesquisas, análises clínicas e de medicina nuclear. 

É também sabido que o nível de radioatividade diminui com o tempo. No entanto, como mencionado anteriormente, há substâncias que podem demorar milhares de anos para eliminar a radioatividade e que precisam de tratamento correto para não contaminar o meio ambiente e as demais formas de vida. Para esses e demais casos, a Inovar Ambiental oferece soluções eficazes e ambientalmente corretas para tratar os resíduos que a sua empresa gera. 

Leia também: Mais de 44 milhões de toneladas de resíduos eletrônicos são produzidos por ano no mundo

A INOVAR AMBIENTAL

A Inovar Ambiental presta a coleta, o acondicionamento e o transporte feitos por equipamentos específicos em um processo que atende a todas as normativas estabelecidas pelos órgãos ambientais. A ausência do gerenciamento de resíduos é um dos grandes fatores de impacto socioambiental no planeta, por isso, a Inovar Ambiental possui ampla especialização na prestação desse serviço e reúne uma equipe multidisciplinar altamente qualificada que alia procedimentos e tecnologias de ponta capazes de atender diferentes necessidades.

Localizada na cidade de Santa Luzia em Minas Gerais, a Inovar Ambiental tem a sustentabilidade como seu norte. Destinar um resíduo de forma correta é, acima de tudo, um ato de amor ao meio ambiente, à saúde pública e às próximas gerações. Confira mais sobre a Inovar Ambiental visitando nosso site e o Facebook.

Comentários