Reaproveitamento de resíduos perigosos evita danos à natureza

Os resíduos perigosos estão entre os materiais com maiores riscos de danos à natureza e ao corpo humano. Isso se deve às suas características, como a inflamabilidade e a toxicidade, que estão presentes na composição de cada substância. Por conta disso, não apenas o descarte correto, mas também o reaproveitamento desses materiais é essencial para prevenir problemas ambientais.

Leia também: Pequenos geradores também devem se responsabilizar por seus resíduos perigosos

Dentre os componentes que se encaixam na classe de resíduos perigosos estão os metais pesados, como o chumbo, o mercúrio, o cádmio e o níquel. Esses materiais possuem a capacidade de se acumular em tecidos vivos, podendo assim causar doenças como o câncer. Porém, se reaproveitados, esses metais podem ser recuperados e utilizados na fabricação de novos produtos.

Quais são os métodos de reaproveitamento de resíduos perigosos?

resíduos perigosos

Para reaproveitar os materiais que compõem pilhas e baterias, por exemplo, é utilizado um processo chamado de “pirometalúrgica”. Esse procedimento consiste na aplicação de altas temperaturas para recuperar os metais. Já para lâmpadas fluorescentes, são utilizados métodos, como separação centrífuga, separação Kapp, processo Shredder e extração do mercúrio. Por meio deles é possível retirar os materiais que poderão ser reutilizados na fabricação de novos produtos.

Outro tipo de resíduo que pode passar por processos de reaproveitamento é o pneu. Assim como as lâmpadas, existem diversas formas de extrair e reutilizar o material, nesse caso a borracha. A pirólise, por exemplo, derrete a matéria-prima até o estado original, possibilitando assim que a mesma seja transformada em um novo pneu futuramente.

Leia também: Resíduos eletrônicos: quais são os riscos para a saúde humana

A Inovar Ambiental

A Inovar Ambiental acredita que o correto gerenciamento de resíduos não deve levar em conta apenas os acidentes decorrentes dos efeitos imediatos. Riscos com efeitos de longo prazo também devem ser igualmente considerados nesse trabalho, assim como uma coleta periódica e a observância do grau de toxicidade de cada tipo de substância.

Localizada na cidade de Santa Luzia em Minas Gerais, a Inovar Ambiental tem a sustentabilidade como seu norte. Destinar um resíduo de forma correta é, acima de tudo, um ato de amor ao meio ambiente, à saúde pública e às próximas gerações. Confira mais sobre a Inovar Ambiental visitando o  site e o Facebook.

Comentários