Com a evolução tecnológica cada vez mais rápida e o crescente consumo dos materiais provenientes dessa indústria, cada dia mais resíduos eletroeletrônicos são gerados. Segundo relatório divulgado pela ONU em 2014, o Brasil produziu 1,4 milhão de toneladas desse tipo de resíduo e é responsável por 36% da geração de toda a América Latina.

Esse material pode ser altamente tóxico devido ao uso de metais pesados e diversos elementos químicos em sua composição. O chumbo, cobre, mercúrio, cádmio, bário, alumínio, arsênio, cromo, níquel, zinco e prata contido nesses produtos tornam-se graves passivos, contaminando recursos hídricos e o próprio homem, mas se gerenciados da forma correta podem se transformar em receita ao gerador.

A Inovar Ambiental presta a coleta, o acondicionamento e o transporte feitos por equipamentos específicos em um processo que atende a todas as normativas estabelecidas pelos órgãos ambientais. Entenda como esse trabalho de manufatura reversa se encaixa em nossa Gestão Global:

1

Identificação dos processos e geração de resíduos

2

Processo de segregação

3

Logística de transporte

4

Coleta

5

Reciclagem: a Inovar faz a desmontagem e separação de partes específicas dos resíduos eletroeletrônicos e extrai diferentes elementos de cada componente que podem, posteriormente, gerar receita ao cliente e serem reaproveitadas em outros processos produtivos.

6

Certificado de reciclagem: a prova de que os resíduos eletroeletrônicos gerados por sua empresa passaram por um rigoroso processo de manufatura reversa, atendendo, assim, as disposições solicitadas pela Política Nacional de Resíduos Sólidos.