Resíduos Industriais; Como armazenar corretamente

armazenamento de resíduos industriais

As empresas e indústrias emitem diariamente toneladas e mais toneladas de resíduos, porém, a forma de armazenamento desses resíduos industriais são tão importantes quanto à quantidade emitida.

Com a novidade de produtos no mercado, a geração de resíduos industriais acompanha o mesmo crescimento, porém, com diferentes componentes químicos e diversas novas formas de contaminação ambiental.

O armazenamento correto dos resíduos industriais é essencial para manter os cuidados socioambientais, manter o financeiro da empresa em dia, além de facilitar e garantir segurança no manuseio desses resíduos dentro da indústria.

Vantagens de armazenar resíduos industriais

Os benefícios de armazenar corretamente os resíduos industriais vão desde a otimização operacional aos lucros da empresa. Além disso, garantem segurança no manuseio, atendem à legislação ambiental, diminui as chances de punições ambientais, agiliza processo de coleta, reduz custos e desperdícios.

INOVAR AMBIENTAL

A produtividade e segurança dos funcionários, dois dos fatores mais importantes a uma indústria, são possíveis apenas com o correto gerenciamento de resíduos. Rebarbas de peças de linha de produção, óleos de máquinas e motores, água usada para a lavagem de peças, embalagens, cinzas, lodos e mais uma infinidade de materiais precisam ter a sua destinação correta.

Por isso, a Inovar Ambiental possui uma gestão global de resíduos aplicada para cada tipo de gerador, dos mais diferentes setores. E este trabalho é ainda mais fundamental quando é empregado a uma indústria que, muitas vezes, opera 24 horas por dia, sete dias por semana em processos que não podem ser interrompidos.

Localizada na cidade de Santa Luzia em Minas Gerais, a Inovar Ambiental tem a sustentabilidade como seu norte. Destinar um resíduo de forma correta é, acima de tudo, um ato de amor ao meio ambiente, à saúde pública e às próximas gerações. Confira mais sobre a Inovar Ambiental visitando o site e Facebook.

Comentários