Decreto do governo pretende aumentar pontos de coleta de resíduos eletrônicos

coleta de resíduos eletrônicos

A coleta de resíduos eletrônicos é fundamental para evitar danos ao meio ambiente, além de prevenir o surgimento de doenças graves. No entanto, apesar de ser tão importante, o processo ainda carece de mais atenção e investimento. Por conta desses fatores, o governo brasileiro assinou um decreto que visa aumentar o número de pontos de coleta em todo o país. 

Leia também: Resíduos eletrônicos: quais são os riscos para a saúde humana

O governo estima que atualmente existam 173 pontos de coleta e prevê que o novo regulamento aumente para 5 mil postos até 2025. Dessa forma, a política deve abranger pelo menos 400 municípios, que possuem mais de 80 mil habitantes, o que representa 60% da população brasileira. 

Coleta de resíduos eletrônicos deve estimular destinação final adequada

coleta de resíduos eletrônicos

O decreto assinado pelo governo também determinou novas obrigações para as empresas do ramo da tecnologia. A partir de agora, as companhias também são obrigadas a fazer a coleta dos resíduos.

Isso deve ser feito por meio da implementação de sistemas de recolhimento dos materiais. Além disso, as empresas devem ser responsáveis por fazer a destinação correta dos resíduos, seja por meios próprios ou contratação de terceiros.

Leia também: Brasil é o 7º maior produtor de resíduos eletrônicos do mundo

A Inovar Ambiental

A Inovar Ambiental acredita que o correto gerenciamento de resíduos não deve levar em conta apenas os acidentes decorrentes dos efeitos imediatos. Riscos com efeitos de longo prazo também devem ser igualmente considerados nesse trabalho, assim como uma coleta periódica e a observância do grau de toxicidade de cada tipo de substância.

Localizada na cidade de Santa Luzia em Minas Gerais, a Inovar Ambiental tem a sustentabilidade como seu norte. Destinar um resíduo de forma correta é, acima de tudo, um ato de amor ao meio ambiente, à saúde pública e às próximas gerações. Confira mais sobre a Inovar Ambiental visitando o site e Facebook.

Comentários